ROOT No Smartphone – BOM OU RUIM?

ROOT No Smartphone – BOM OU RUIM?

15 de Maio de 2019 0 Por Afonso da Silva E

ROOT, termo conhecido por programadores, hackers e usuários de Linux, este termo é utilizado para definir o usuário que possui permissão TOTAL de todo o sistema operacional. O usuário ROOT tem permissão de fazer qualquer tipo de configuração dentro do sistema, de configurar arquivos de definições até deletar qualquer outro usuário.

O ROOT de Smartphones se tornou popular em meados de 2013, quando usuários de Android começaram a utilizar softwares para liberar todas as permissões do celular, com estas eles poderiam: deletar aplicativos pré-instalados de operadores (por exemplo), parar aplicações padrões em execução, transferir aplicativos da memória do celular para o SD Card (Cartão de memória), liberar funções e executar aplicativos com permissão máxima.

Estas permissões são utilizadas para por exemplo utilizar aplicativos de hacking, como monitorar a sua rede interna (rede wi-fi) e capturar todas as informações trafegadas por ela, ou também é possível descobrir senhas de wi-fi’s vizinhos através de aplicativos com ROOT.

Até aqui parece ser excelente não é?! Pois bem, não é possível também saber se estes aplicativos instalados são ou não maliciosos, eles podem muito bem estar lhe espionando, assim como para os aplicativos desejados o celular está em modo ROOT para aqueles não tão desejados também estará, ou seja, caso o seu celular esteja com as configurações máximas um vírus pode destruí-lo ou simplesmente roubar TODAS as suas informações, já com a configuração padrão de fábrica ele poderá ser parado, ou nem chegar a executar.

A Level Two oferece este tipo de consultoria e dicas no seu serviço de Segurança de Dispositivos!
Confira ele clicando aqui.

O Canal GUIA ANÔNIMA, nosso parceiro oficial fez um vídeo explicativo sobre este assunto: